O BLOG E VOCÊ - AUDIÊNCIA E PARCERIA

O BLOG E VOCÊ - AUDIÊNCIA E PARCERIA

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

SERVIDORES NA PORTA DA ALERJ - 01 DE FEVEREIRO - VOTAÇÃO DAS MEDIDAS - MANIFESTAÇÃO - GRADES - PACOTE


ABERTURA DOS TRABALHOS DA ALERJ EM 2017 REPETE ERROS DE 2016 - GRADES CERCAM A CASA DO POVO - DIÁLOGO ZERO - IMPOSIÇÃO E CERTEZA DE CONFRONTOS.

O GOVERNO DO ESTADO, O PRESIDENTE DA ALERJ, E O GOVERNO FEDERAL, NÃO APRENDERAM NADA COM TUDO O QUE ACONTECEU NO ANO PASSADO. REPETEM A MESMA TÁTICA DE TENTAR COM GRADES E FORÇA POLICIAL MANTER O POVO E O SERVIDOR AFASTADOS DAS DECISÕES QUE ACONTECEM NO PLENÁRIO DA ALERJ.

O CAMINHO DEVERIA SER O DO DEBATE, DO CONVENCIMENTO, DA TRANSPARÊNCIA COM A COISA PÚBLICA. ABRIR A CAIXA PRETA DO RIOPREVIDÊNCIA, DOS GASTOS COM COMISSIONADOS, MOSTRAR QUE MEDIDAS DE SANEAMENTO DAS CONTAS ESTÃO SENDO TOMADAS. PEDIR UM SACRIFÍCIO, DANDO GARANTIAS QUE ELE SERÁ PASSAGEIRO, TEMPORÁRIO, E DE FATO VAI RESOLVER O PROBLEMA.

INFELIZMENTE NADA DISSO FOI FEITO.

QUEREM COLOCAR UMA FACA NO PEITO DO SERVIDOR.

SITUAÇÃO MUITO DELICADA, MUITO DIFÍCIL. CANAIS DE NEGOCIAÇÃO FECHADOS. ABERTURA PARA PROPOSTAS ALTERNATIVAS INEXISTENTES. BUROCRATAS DE BRASÍLIA SE ARVORAM NA CONDIÇÃO DE RESOLVER A VIDA DE MILHARES DE PESSOAS E DE SUBMETER UMA POPULAÇÃO INTEIRA À SUA POLÍTICA DE ARROCHO.

O BLOG ESPERA ENTÃO, QUE SOBRE NAS LIDERANÇAS DOS SERVIDORES E NOS POUCOS DEPUTADOS CONFIÁVEIS, A VONTADE E SABEDORIA PARA O ENTENDIMENTO.

SINCERAMENTE, É COM MUITA PREOCUPAÇÃO QUE VAMOS ACOMPANHAR ESSE MOMENTO E ESSA VOTAÇÃO.
==============================================
LEIA TAMBÉM

PROVA DE VIDA - PREFEITURA DO RIO - FEVEREIRO = FINAL 2 / APOSENTADOS E PENSIONISTAS

PEZÃO NÃO EXTINGUE SECRETARIAS PARA BARGANHAR VOTOS E APROVAR O PACOTE DE MALDADES II

A VERDADE DÓI !

ENXUGAMENTO DA ESTRUTURA DO ESTADO FOI DEIXADO DE LADO. MANTENDO AS SECRETARIAS QUE PRETENDIA FUNDIR OU EXTINGUIR, PEZÃO ABRE ESPAÇO PARA NEGOCIAR COM PARTIDOS NO ATACADO E DEPUTADOS NO VAREJO.

QUEM APOIAR A PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE, A PROIBIÇÃO DE CONCURSOS E AUMENTO DE SALÁRIO, FOR A FAVOR DO AUMENTO DA ALÍQUOTA PREVIDENCIÁRIA, E OUTRAS MEDIDAS IMPOSTAS PELO GOVERNO FEDERAL, QUE FAZ DO RIO A COBAIA PARA VER COMO VAI DESMONTAR O SERVIÇO PÚBLICO EM NÍVEL NACIONAL, VAI SE HABILITAR A INDICAR, SECRETÁRIOS, DIRETORES, COMISSIONADOS E ASPONES.

E ASSIM, NADA MUDA DE VERDADE, TIRAM DO SERVIDOR / TRABALHADOR / APOSENTADO E PENSIONISTA, MAS, CONTINUAM OS APADRINHADOS A MAMAR NAS TETAS DO ESTADO, E O RALO POR ONDE ESCOAM "GENEROSOS" RECURSOS PÚBLICOS EM DESPERDÍCIOS E PRIVILÉGIOS, CONTINUA ABERTO.

PAGAMENTO DOS SERVIDORES - SEGUNDA PARCELA DE DEZEMBRO - R$ 688,00


O GOVERNO DO ESTADO DEPOSITA HOJE A SEGUNDA PARCELA DE PAGAMENTO REFERENTE AO MÊS DE DEZEMBRO DE 2016.

O VALOR É DE R$ 688,00

O BLOG VAI ACOMPANHAR O FLUXO DE DEPÓSITOS.

ALGUNS LEITORES QUE ACOMPANHAM POR APLICATIVOS ESTÃO INFORMANDO QUE A PARCELA JÁ ESTÁ CREDITADA CONTA. 

RECEBEU ? INFORME AQUI !

CONFIRA A TABELA DE PAGAMENTO DIVULGADA PELO ESTADO

calendario_jan_2017_02

ATENÇÃO SENHORES LEITORES:
NÃO HÁ PREVISÃO DE QUANDO SAIRÁ O PAGAMENTO DE JANEIRO ! PARA COMEÇAR A PAGAR JANEIRO TEM QUE TERMINAR DE PAGAR FEVEREIRO.

NÃO HÁ PREVISÃO / CONFIRMAÇÃO DE QUANDO SERÁ PAGO O DÉCIMO TERCEIRO, DE NENHUMA CATEGORIA DE SERVIDORES, EXCETO OS PROFISSIONAIS ATIVOS DA EDUCAÇÃO QUE JÁ RECEBERAM PELO FUNDEB.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

CEDAE - PRIVATIZAÇÃO NÃO ADIANTA NADA ! VENDE E CONTINUA DEVENDO E SEM DINHEIRO


A MATÉRIA DO JORNAL VALOR QUER MOSTRAR A IMPORTÂNCIA DE OS ESTADOS VENDEREM ATIVOS - PRIVATIZAR EMPRESAS - PARA REDUZIR SUAS DÍVIDAS.

MAS, o que a matéria consegue de fato comprovar, é que PRIVATIZAR não resolve nada, aliás nunca resolveu. A matéria mostra que vendendo tudo o que podem, Rio, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, apenas conseguiriam abater metade do que devem aos BANCOS. Assim, ainda ficariam devendo R$ 34 bilhões. 

Ora, como todos nós sabemos, com estes juros escorchantes que os BANCOS cobram, não é difícil de concluir que em pouco tempo os estados estariam de novo devendo o mesmo que antes, e aí sem nenhum patrimônio.

A UNIÃO durante o governo FHC vendeu tudo que pode, e quando FHC deixou a presidência, o Brasil estava literalmente quebrado. 

O Rio de Janeiro, no governo Marcelo Alencar vendeu a parte BOA do BANERJ, ficou com a PODRE, o  ITAÚ comprou e se deu bem, e o Rio de Janeiro continuou vivendo as voltas com falta de recursos, exceto quando o governo federal na época de Lula, despejou bilhões por aqui, que como se COMPROVA agora, foram DESCARADAMENTE ROUBADOS, DESVIADOS.

Agora, vem o tal pacote de socorro, repetindo os velhos ERROS, fala-se em vender a CEDAE, para com isso poder pagar por alguns meses os salários dos servidores em dia. Isso é paliativo, isso não é solução. Empurrar para frente DÍVIDAS, em troca de desmonte do ESTADO é política suicida.

Em breve não teremos nada, mas, a DÍVIDA continuará aí para ser paga.
=======================================================================
Privatizar abateria 50% da dívida em MG, RJ e RS

Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul poderiam abater quase 50% de sua dívida com instituições financeiras caso privatizassem suas principais empresas públicas. 

Levantamento da agência de classificação de risco Fitch Ratings a partir do valor patrimonial de nove estatais indica que, ao fim de 2015, estas companhias estaduais valiam R$ 34 bilhões, enquanto os débitos financeiros (excluindo compromissos com a União) dos governos totalizavam aproximadamente R$ 70 bilhões.

LEIA +


IMPRENSA DE SÃO PAULO DENUNCIA DESCASO COM VIÚVAS DE SERVIDORES DO RIO DE JANEIRO

Não é bom saber que o absurdo de viúvas não receberem seus benefícios é uma situação comum no Rio de Janeiro. Mas, é bom ver que o tema agora faz parte das páginas da grande imprensa, inclusive fora do estado.


A matéria é do SITE UOL/FOLHA, um dos mais vistos diariamente no Brasil, e traz grave denúncia, do quanto que VIÚVAS / PENSIONISTAS de servidores do Estado do Rio, estão sendo massacradas e humilhadas. 

O caso ganha ainda um tom de maior dramaticidade, ao se saber que, mesmo as esposas de servidores que morreram em serviço, são tratadas com absoluto descaso.

QUE VERGONHA !

São tão incompetentes e insensíveis esses governantes, que não conseguem nem oferecer um serviço de apoio e acesso rápido ao SEGURO DE VIDA que os familiares tem direito.

Pensão de famílias de PMs mortos no RJ está atrasada: "descaso", diz viúva.

O atraso no pagamento dos salários dos servidores e pensionistas do Rio de Janeiro tem afetado também as famílias de policiais que morreram no Estado. Até a última sexta-feira (27), 16 PMs haviam sido assassinados apenas em 2017 –a Polícia Civil ainda não divulgou os dados de janeiro.

Segundo o ISP (Instituto de Segurança Pública), órgão ligado à Secretaria de Segurança, em 2016 ocorreram 135 baixas - sendo 124 PMs (86 em dia de folga) e 11 policiais civis. 

A vendedora Fabiana Almeida perdeu o marido, soldado Thiago Machado, em abril do ano passado. A morte ocorreu durante uma troca de tiros no centro de Niterói, na região metropolitana.

Machado estava há cinco anos na corporação e era considerado um policial exemplar. Apesar disso, a mulher conta que o soldado tinha receio de continuar na polícia. Ele também deixou uma filha de 13 anos, de um relacionamento anterior.

Por direito, Fabiana recebe a pensão do marido, mas, em razão da crise do Estado, vem sofrendo com o atraso dos pagamentos, que, para piorar, têm sido quitados de maneira parcelada.

Ela reclama que precisa do dinheiro para se manter e para dar entrada no pedido da indenização paga a dependentes de policiais mortos em serviço.

"Estou realizando a burocracia para receber a indenização, que vai ser dividida com a filha do meu marido. É necessária uma série de documentos, alguns pagos. Mas o Estado não libera os salários e eu ainda preciso dar um jeito de arrumar dinheiro para pagar esses documentos", afirmou.

Na última semana, os servidores e pensionistas da segurança receberam o pagamento atrasado de dezembro. Em nota, a PM afirmou que a Secretaria de Planejamento e Fazenda é responsável pelo pagamento.

FONTE: UOL

A NOTÍCIA DA MORTE DESSE POLICIAL NA IMPRENSA


SERVIDORES DO ESTADO RECEBERÃO AUMENTO EM JANEIRO - PAGO EM FEVEREIRO


PODE PARECER UMA CONTRADIÇÃO, OS SERVIDORES - ATIVOS DA ÁREA DE SEGURANÇA, E PARTE DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DE FORMA GERAL, TEREM REAJUSTE DE SALÁRIO OU BENEFÍCIO, QUANDO NEM SABEM EM QUE DATA VÃO RECEBER, MAS, É ISSO MESMO.

O RIOPREVIDÊNCIA ESTÁ FAZENDO OS CÁLCULOS, SENDO QUE BOA PARTE DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS, RECEBERÃO PELO ÍNDICE DO INPC - ASSIM QUE FOR DIVULGADA A TABELA COM OS VALORES, NÓS TRAREMOS PARA OS LEITORES.

JÁ OS ATIVOS DA SEGURANÇA RECEBERÃO UMA PARCELA DO REAJUSTE QUE FOI ACERTADO LÁ ATRÁS, E ESTEVE SOB RISCO DE NÃO SER HONRADO AGORA EM JANEIRO, POR CONTA DO PACOTE QUE O GOVERNO PEZÃO QUERIA APROVAR.

Para os PENSIONISTAS e APOSENTADOS da área de SEGURANÇA, OU DE ALGUMAS CARREIRAS ESPECÍFICAS, com acordos de reajuste firmados, existem duas situações.

Os que tem DIREITO a PARIDADE, receberão o mesmo reajuste / incorporação, que couber ao pessoal da ativa. Quem não tem direito a essa paridade - VAI RECEBER como os demais, a variação do INPC.

Em outros tempos, uma informação dessas seria motivo só de alegria. Nesse momento, traz um alento, mas vem seguida de várias dúvidas. 

Não se sabe quando sai o PAGAMENTO DE JANEIRO. 

Nós estamos quase no fim do mês, e boa parte dos servidores não recebeu ainda o salário de DEZEMBRO. 

Consultar contracheque é hoje quase impossível. O RIOPREVIDÊNCIA DIZ QUE, AINDA NÃO FECHOU A FOLHA DE JANEIRO ????

Ou seja, o servidor vive dias de profunda incerteza, com uma tarefa IMPOSSÍVEL de realizar, que é organizar sua vida financeira. 

NÃO SABE SE RECEBE, QUANDO RECEBE E QUANTO RECEBE.

Nota: Todos os aposentados e pensionistas que tiveram seus benefícios reajustados em 2016 terão direito ao reajuste também agora em 2017.

INPC ACUMULADO 2016 - 6,5700
Acumulado 12 meses
Dez/20160,14
6,5700

domingo, 29 de janeiro de 2017

POLICIAL MILITAR SE SUICIDA EM TRANSMISSÃO AO VIVO PELO FACEBOOK

O BLOG NÃO TEM A IMAGEM, E SE TIVESSE NÃO DIVULGARIA

O BLOG lamenta o fato. O Blog lamenta que a vida de um jovem, pai de uma menininha de apenas um ano, servidor, profissional, alguém que tinha familiares e amigos que o amavam por certo, tenha sido perdida assim, de forma tão rápida e chocante. Para a alma de Douglas, nossa prece, nosso pensamento em oração, para a família e amigos, nossa solidariedade. Na medida do possível, que todos encontrem em breve, LUZ e PAZ.

Não é de hoje que temos alertado aqui, que a presente situação dos SERVIDORES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO extrapola os limites de um problema financeiro.

Na verdade, estamos diante de um gravíssimo problema SOCIAL, FAMILIAR, HUMANO. Um problema que é de todos, e não só dos 460 MIL SERVIDORES e seus dependentes.

Para esse problema, para esse DRAMA, poucos tem dado a devida importância.

O governo federal se importa apenas como chamado ajuste fiscal. 

O governo do estado demonstra a mais absoluta falta de sensibilidade, desconsidera a importância do diálogo e comunicação com essa massa de pessoas com as quais não cumpre a sua obrigação. 

A imprensa até divulga o caso, mas, por parte dos economistas e dos editoriais dos redatores chefes, se vê que, para eles, o que realmente tem importância, é não "gastar" com o funcionalismo, é cortar as "vantagens" que PROPALAM que os servidores recebem.

JUSTIÇA E ORGANIZAÇÕES DE VÁRIOS TIPOS, até demonstram algum tipo de interesse e ação, mas tudo muito distante do que realmente esse problema exige.

Pessoas mais fragilizadas, já sujeitas a se sentirem deprimidas ou submetidas à pressão de outra natureza, podem responder de forma muito ruim, a uma situação que se prolonga por tempo acima do suportável, e para a qual não se vê solução. 

Profissão de ALTO RISCO, ESTRESSANTE, CANSATIVA, a do profissional de segurança pública, que se encontra ainda mais exposto. O número de suicídios entre policiais é alto.

É óbvio que não se pode atribuir o presente fato apenas ao atraso de pagamento do salário. 

Por certo, porém, que isso serviu para agravar e deixar a pessoa que cometeu o gesto extremo, em risco maior e com mais dificuldade de ser amparada. Todos ao redor viviam problema semelhante.

Todo suicídio é de se lamentar, há, porém, NECESSIDADE de se prestar atenção, muita atenção a esse caso.

Os servidores do Estado do Rio de Janeiro estão submetidos a uma situação limite, URGE uma solução, que seja de fato SOLUÇÃO. 

Não dá mais para esperar.

JORGE PICCIANI PREPARA PAUTA PARA "AMACIAR" RESISTÊNCIA AO PACOTE DE "SOCORRO" AO RIO DE JANEIRO


QUANDO A ALERJ REINICIAR SUAS ATIVIDADES LEGISLATIVAS EM 01 DE FEVEREIRO, JORGE PICCIANI JÁ ESTARÁ COM TODA A PAUTA, E RITO DE VOTAÇÃO PREPARADO.

A PRIMEIRA APRECIAÇÃO DE MATÉRIA SERÁ A DE PRIVATIZAÇÃO OU FEDERALIZAÇÃO DA CEDAE. AQUILO QUE FOR A FORMA MAIS RÁPIDA DE ENTREGAR A CEDAE, SERÁ A FORMA APROVADA. 

DE INÍCIO, COM A GARANTIA DAS AÇÕES DA EMPRESA, QUE VALE MUITO, O ESTADO PODERÁ GARANTIR A TOMADA DE EMPRÉSTIMOS. A AUTORIZAÇÃO PARA ESSES EMPRÉSTIMOS VIRÁ LOGO EM SEGUIDA.

Com isso resolvido, PICCIANI para tudo, e diz que: Agora só se VOTA O RESTANTE, quando os salários estiverem em dia, inclusive o DÉCIMO TERCEIRO DE 2016 e TODAS AS GRATIFICAÇÕES DO PESSOAL DA SEGURANÇA. "GRANDE JORGE PICCIANI".

O Governo vai ter ainda que divulgar um CALENDÁRIO DE PAGAMENTO. 

FEVEREIRO e MARÇO, serão pagos no 5o. dia útil do mês subsequente. Depois..., bem..., depois, é possível que a data volte a ser o DÉCIMO DIA ÚTIL. É para ser conferido.

Os R$ 6,5 BILHÕES que vão entrar no caixa do governo permitirão pagar FEVEREIRO, MARÇO e o DÉCIMO TERCEIRO. Vai sobrar para pagar as gratificações devidas e até para pagar FORNECEDORES E SERVIÇOS. É VERDADE que tem que combinar com o governo FEDERAL para ele não entrar com pedido de BLOQUEIO. De HENRIQUE MEIRELLES pode se esperar tudo.

BELEZA NÃO É MESMO ?

Os SERVIDORES DO ESTADO DO RIO vão viver dias já esquecidos, onde sabiam quando e quanto receberiam o que tem direito. O pessoal, cansado de um ano e quatro meses de SOFRIMENTO, vai relaxar e se desmobilizar. É nisso que PEZÃO, MEIRELLES, PICCIANI e TEMER apostam.

AÍ VEM A FACADA.

Tá bom assim, quer que continue ? Então vamos aprovar o RESTO DO PACOTE.

Aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14% - VAI PASSAR - O governo federal quer isso, para o RIO DE JANEIRO, que é COBAIA, para depois ser o parâmetro para todo o BRASIL. O limite mínimo de contribuição previdenciária será ALTERADO PELO CONGRESSO, e passará a ser 14%, para todos os estados, prefeituras e no âmbito do governo federal. 

TEMER já está trabalhando junto a todos os partidos que lhe dão sustentação nesse sentido. Deputados que são contrários ao PACOTE, vão ser obrigados a votar FAVORÁVEIS. A CÚPULA nacional desses partidos vai fechar questão.

Aí vem o aumento complementar de 8% - VERDADEIRA "TUNGA", pois, se aprovado, ANULA os reajustes dados, e acaba representado um SALÁRIO PERDIDO no fim do ANO. É como se o servidor ativo recebesse só ONZE SALÁRIOS em DOZE MESES TRABALHADOS, ou perdesse o valor do seu DÉCIMO TERCEIRO.

Nisso aí, já se sabe que a resistência vai ser ainda MAIOR. Haja bala de BORRACHA E BOMBA para proteger a ALERJ.

Devem então propor algumas medidas que amenizem esse CONFISCO. 

Como das vezes anteriores, essa GRANDE MALDADE tem o objetivo de esconder as pequenas maldades. VETAM NO TODO OU EM PARTE ESSA GRANDE MALDADE, APROVAM MUITAS OUTRAS MALDADES MENORES, e ainda passam por BONZINHOS E DEFENSORES DO SERVIDOR.

No dia 01 DE FEVEREIRO, os SERVIDORES PROMETEM OCUPAR A ESCADARIA DA ALERJ para protestar e BARRAR muito disso que está sendo proposto.

O governo vai ADOÇAR a boca dos servidores, para ver se consegue depois, lhe enfiar GOELA ABAIXO o AMARGO "REMÉDIO".

sábado, 28 de janeiro de 2017

O ACORDO UNIÃO X ESTADO - ANÁLISE DO AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA


O Site do Rioprevidência na coluna Dúvidas do Servidor traz a seguinte informação:

Por que devo contribuir com 11% do meu salário para o Rioprevidência ?

De acordo com a Constituição Federal todo trabalhador é obrigado a contribuir para a previdência social;

Os servidores públicos estatutários são obrigados a contribuir com alíquota mínima de 11% sobre a remuneração do seu cargo efetivo, conforme estabelecido no art. 3º da Lei Federal nº 9717/98; 

O Estado do Rio de Janeiro estabeleceu a alíquota de 11%, a mínima exigida pela Legislação Federal, para contribuição de todos os servidores efetivos, para custeio dos benefícios previdenciários, como o da aposentadoria e da pensão por morte. 
_________________________________________________________________ 

A PRIMEIRA OBSERVAÇÃO QUE DEVE SER FEITA É A SEGUINTE: O acordo propõe mudar PERCENTUAL DE DESCONTO PREVIDENCIÁRIO. Assim quem hoje está isento desse desconto, continuará isento. Ou seja, se você não paga / não desconta, continuará sem descontar. 

As demais condições desses descontos não foram alteradas. 

Não vimos no documento do acordo, até onde o acesso foi permitido, nada que altere além do percentual de desconto. 

Então, o que temos aqui: Uma LEI FEDERAL que estabelece um percentual de desconto mínimo de 11% como contribuição previdenciária, e que atualmente é seguida pelo Rio de Janeiro. 

Qual a Proposta ? Que a ALERJ aprove o aumento dessa contribuição de 11% para 14% em definitivo. O que isso significa em termos de custo para os servidores, aposentados e pensionistas do Estado do Rio de Janeiro. 

A cada R$ 100,00 recebidos, o servidor paga R$ 11,00 de contribuição previdenciária. Com a alteração, a cada R$ 100, 00, passará a pagar R$ 14,00 

Se o exemplo for de R$ 1.000,00, teríamos um aumento de R$ 110,00 para R$ 140,00. 

Como se dá o desconto previdenciário do servidor aposentado, ou de pensão por morte ?

O aposentado deve contribuir com 11% sobre a parcela excedente ao teto do RGPS/INSS, fixado em R$ 5.531,31 – A partir de 1º de janeiro de 2017. 

Então, se você é aposentado ou pensionista (resguardadas situações especiais que possam existir), e recebe, (apenas a título de exemplo e arredondando valores para melhor entendimento), R$ 8.531,31, o seu desconto hoje é de: 

R$ 8.531,31 - 5.531,31 = R$ 3.000,00 / 11% = R$ 330,00 

Se o aumento da contribuição previdenciária for aprovado, passando a ser de 14%, a conta será: 

R$ 8.531,31 - 5.531,31 = R$ 3.000,00 / 14% = R$ 420,00.

Ou seja, no exemplo com os valores utilizados, o servidor perderia de renda R$ 90,00, que passariam a ser incorporados aos recursos do RIOPREVIDÊNCIA.

ATENÇÃO: O aposentado por incapacidade deve contribuir hoje, com 11% sobre a parcela excedente ao dobro desse teto.

AGORA VAMOS ENTÃO PARA A QUESTÃO - PRÁTICA / POLÍTICA - DA SITUAÇÃO:

É JUSTO ? 

O SERVIDOR NESSE MOMENTO PODE PERDER QUALQUER TOSTÃO ? 

ESSE GOVERNO QUE AÍ ESTÁ, TEM MORAL E CREDIBILIDADE PARA PEDIR QUALQUER SACRIFÍCIO AO SERVIDOR ? 

QUAL A GARANTIA DE QUE ESSE AUMENTO PREVIDENCIÁRIO VAI RECUPERAR AS CONTAS DO RIOPREVIDÊNCIA ? NINGUÉM SABE QUAL É A VERDADEIRA SITUAÇÃO DO INSTITUTO. 

QUAL A GARANTIA DE QUE, POSTERIORMENTE, ELES NÃO DIGAM QUE É PRECISO AUMENTAR ESSA ALÍQUOTA ? 

QUAL A CERTEZA DE QUE, APÓS APROVADO O REFERIDO PLANO, O GOVERNO NÃO DIGA DAQUI A SEIS MESES QUE, A SITUAÇÃO DO ESTADO ERA TÃO RUIM, E QUE O PETRÓLEO CAIU MAIS DE PREÇO, QUE MESMO COM AS MEDIDAS NÓS NÃO TEMOS COMO PAGAR EM DIA ? 

QUAL A GARANTIA QUE SE TEM, QUE APÓS APROVADA A PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE, E APROVADO O AUMENTO DA ALÍQUOTA DE 11% PARA 14%, MAS NÃO APROVADOS OUTROS ITENS DO ACORDO, O GOVERNO FEDERAL NÃO RESOLVA VOLTAR A COBRAR A DÍVIDA, VOLTE A PEDIR BLOQUEIOS, ALEGANDO QUE O QUE FOI PACTUADO SÓ FOI CUMPRIDO EM PARTE ? 

A ALÍQUOTA DE 14% PODE SER APROVADA, MAS O COMPLEMENTO TRANSITÓRIO DE + 8% PARA OS ATIVOS (VERDADEIRO CONFISCO) PODE SER NEGADO. AÍ O GOVERNO FEDERAL ALEGA QUE O ACORDO NÃO FOI RESPEITADO. 

OU, A ALERJ VOTA A PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE, VOTA O AUMENTO DA ALÍQUOTA, MAS, NO CONGRESSO AS ALTERAÇÕES DA LRF NÃO SÃO APROVADAS. O ACORDO PERDE EFEITO, A PRIVATIZAÇÃO CONTINUA VALENDO, A ALÍQUOTA AUMENTADA CONTINUA VALENDO ? 

MUITOS SERVIDORES ALEGAM, COM RAZÃO, QUE NÃO TEM COMO SUPORTAR A SITUAÇÃO ATUAL, E QUE É PREFERÍVEL PERDER PARA A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA, DO QUE CONTINUAR PERDENDO PARA O BANCO, JUROS, CORREÇÃO, AGIOTAS, HUMILHAÇÃO. 

O PROBLEMA É QUE, QUANDO SE ABRE MÃO DE UM DIREITO, PARA GARANTIR OUTRO, E QUANDO SE 'NEGOCIA' COM PARTE NÃO CONFIÁVEL, E QUE IMPÕE DE FORMA PERVERSA OS SEUS TERMOS INICIAIS, NÃO HÁ GARANTIA DE QUE DEPOIS, ELES NÃO PEDIRÃO MAIS, E MAIS. 

É PRECISO ENTÃO, SE RESGUARDAR CONTRA FUTURAS DECEPÇÕES E NOVAS IMPOSIÇÕES OU CALOTES. 

O BLOG SABE QUE NÃO ESTÁ APRESENTANDO UMA "SOLUÇÃO", APENAS TRAZENDO DADOS / INFORMAÇÃO, PARA QUE OS SERVIDORES POSSAM SE ORIENTAR, POSICIONAR. 

FICOU FALTANDO FALAR DO OUTRO DESCONTO, PARA OS ATIVOS, DE MAIS 8%, QUE TOTALIZARIA UM DESCONTO PREVIDENCIÁRIO DE 22%. 

EM NOSSA OPINIÃO, VERDADEIRO CONFISCO. 

DOBRAR O DESCONTO PREVIDENCIÁRIO, PARA QUEM JÁ ESTÁ TOTALMENTE QUEBRADO POR CONTA DE MAIS DE UM ANO DE CALOTE, ATRASOS, DESCONTOS, NOME SUJO, É UM VERDADEIRO ABSURDO. 

NÃO EXISTE AINDA, NENHUMA GARANTIA DE QUE ESSE NOVO DESCONTO, SEJA MESMO PROVISÓRIO. DIFÍCIL DE ACREDITAR QUE, UM ESTADO DESTRUÍDO POR MÁ GESTÃO E CORRUPÇÃO, COM UM GOVERNO SEM CREDIBILIDADE, VÁ ESTAR TÃO BEM ASSIM, QUE POSSA REDUZIR COBRANÇA. 

DESEJANDO BOA SORTE AOS SERVIDORES, E NOS COLOCANDO À DISPOSIÇÃO, PEDIMOS QUE COMENTEM, CORRIJAM QUALQUER ERRO NO TEXTO, E APRESENTEM DÚVIDAS QUE TENHAM FICADO. 

Conexão Servidor Público 

NOTA: OS TERMOS COMPLETOS DO REFERIDO ACORDO AINDA NÃO FORAM DISPONIBILIZADOS. HAVENDO, PORTANTO, SITUAÇÕES ESPECÍFICAS QUE POSSAM TER FICADO DE FORA DA PRESENTE ANÁLISE NA MATÉRIA.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

GOVERNO DO RIO ENTRA COM LIMINAR NO SUPREMO E PEDE ANTECIPAÇÃO DA VALIDADE DO ACORDO COM A UNIÃO


Pedido encaminhado pela Procuradoria do Estado foi entregue à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, e o processo já foi distribuído, tendo como relator o ministro Luiz Fux.

A Procuradoria Geral do Estado do Rio, no PEDIDO DE LIMINAR, quer antecipar alguns dos efeitos do acordo firmado ontem com o governo TEMER.

A Ação servirá, para validar e antecipar apenas os termos que não precisem da aprovação de leis na Assembleia Legislativa do Rio ou no Congresso Nacional. 

O que o governo pede principalmente:

Liberação extraordinária para a contratação de empréstimos.

Paralisação imediata do pagamento da dívida com a União.

DEPENDE DA ALERJ e não pode ser antecipado, e nem foi pedido, por exemplo, o aumento da alíquota previdenciária.

O que o governo quer é receber um aval transitório para, com base no que acordou com a UNIÃO, contrair novos empréstimos, pois já estourou o limite de endividamento previsto na LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL.

Não se sabe quando sairá a decisão do STF. Como é um pedido de LIMINAR será apreciado com prioridade. 

O ESTADO depende desse AVAL para de forma imediata contrair empréstimo e pagar seus servidores.

HENRIQUE MEIRELLES FECHA O CAIXÃO DO RIO DE JANEIRO ! NÃO TEM AJUDA NENHUMA DE FATO !

UM OVO NA BOCA DA SERPENTE ?

COM TODO O RESPEITO QUE O SER HUMANO MERECE, O MINISTRO HENRIQUE MEIRELLES DEVERIA TER AUTO-CRÍTICA, RECONHECER QUE TEM UMA SÉRIA DIFICULDADE EM SE EXPRESSAR, DE OUVIR, DE LEMBRAR CINCO SEGUNDOS DEPOIS O QUE LHE FOI PERGUNTADO. PIOR É QUE ELE TEM UMA DIFICULDADE IMENSA DE SE EXPLICAR, FICA PICOTANDO" NECESSITA DOS ASSESSORES FICAREM GRITANDO OS NÚMEROS A SEREM APRESENTADOS. 

DEVERIA COLOCAR OUTRO PARA TENTAR EXPLICAR QUE O "SOCORRO" NÃO SOCORRE.

COM TUDO ISSO, MEIRELLES NÃO DEIXOU PEZÃO RESPONDER QUASE NADA, POR VÁRIAS VEZES ELE CORTOU O GOVERNADOR E SE ANTECIPOU EM QUERER RESPONDER PERGUNTAS.


EM RESUMO, PORÉM, FECHOU O CAIXÃO: O GOVERNO FEDERAL NÃO VAI DAR TOSTÃO AO RIO - O RIO QUE SE VIRE !

BEM FEZ JORGE PICCIANI, QUE ENTROU MUDO, SAIU CALADO, E FICOU O TEMPO TODO COM AR DE QUEM ANDA MUITO PREOCUPADO. QUAL SERÁ O MOTIVO ?



LEIA MAIS

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

CREDITADO PAGAMENTO DE DEZEMBRO - SERVIDORES REGISTRAM DEPÓSITO DA PRIMEIRA PARCELA

RS 804,00
Vários servidores começam a informar o pagamento

Vão receber essa primeira parcela os Servidores ativos, aposentados e pensionistas que ainda não receberam seu salário de Dezembro. 

Os depósitos vão ocorrer ao longo da noite / madrugada e dia de amanhã.

Acompanhe sua conta com atenção, mas não se desespere se o depósito demorar mais um pouco.

O ACORDO DA DÍVIDA - UNIÃO X RIO DE JANEIRO - ASSINADO, MAS, NÃO ESTÁ VALENDO !

FIRMADO ACORDO ENTRE UNIÃO E ESTADO DO RIO DE JANEIRO

O BLOG ESTÁ ANALISANDO O QUE FOI ANUNCIADO, MAS NÃO NOS PARECE QUE TENHA NENHUM IMPACTO DE IMEDIATO, NEM PARA O BEM, NEM PARA O MAL, VISTO QUE DEMORARAM TANTO, PROMETERAM TANTO, E NÃO RESOLVERAM NADA HOJE. AGORA TUDO DEPENDE DE APROVAÇÃO NO CONGRESSO E NA ALERJ.


NEM MESMO O EMPRÉSTIMO DE IMEDIATO, QUE ERA ESPERADO PARECE QUE FOI LIBERADO. SÃO DOIS EMPRÉSTIMOS, UM CONDICIONADO À PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE, E OUTRO DE ANTECIPAÇÃO DE ROYALTIES. OU SEJA, NENHUM DINHEIRO NOVO QUE VINDO DO GOVERNO FEDERAL OU DOS BANCOS, POSSA SOCORRER O RIO, AJUDANDO A PAGAR SALÁRIOS E COMPROMISSOS.

NÃO HÁ MUITA NOVIDADE NAS MEDIDAS ANUNCIADAS. CORTE DE GASTOS EM VALORES ABSURDOS, AUMENTO DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA, REDUÇÃO DE SECRETARIAS E AUTARQUIAS. COMO NÓS JÁ DISSEMOS AQUI, O MINISTRO CITOU QUE O AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA POR TRÊS ANOS, PODE SER PRORROGADO. 

DE BOM, SE É QUE SE PODE DIZER QUE HÁ ALGO DE BOM, É O ADIAMENTO DAS DÍVIDAS DO ESTADO. 

CONCLUSÃO: A UNIÃO NÃO ESTÁ SOCORRENDO NADA. NÃO ESTÁ APORTANDO NADA. 

O GOVERNO TEMER TIROU O CORPO FORA, E DEIXOU PARA O CONGRESSO E A ALERJ, APROVAREM OU NÃO, E DEIXOU O ESTADO SOZINHO NA IDA AO STF PARA PEDIR UMA PRÉVIA AUTORIZAÇÃO.

VÁRIOS REPÓRTERES PERGUNTARAM COMO FICA A SITUAÇÃO DE NECESSIDADE DE PAGAR OS SERVIDORES AGORA, E FICARAM SEM RESPOSTA. 

AS IMAGENS DO ANÚNCIO - G1 / NBR

PAGAMENTO DE DEZEMBRO - PRIMEIRA PARCELA - SERVIDORES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

ACIONAMOS O CONTA-GOTAS
COMO DE COSTUME, O DINHEIRO SÓ DEVE ENTRAR NA CONTA NA PARTE DA TARDE

Conforme NOTA OFICIAL divulgada ontem pelo governo do Estado do Rio de Janeiro, começa HOJE o pagamento para cerca de 220 mil servidores ATIVOS  e APOSENTADOS e PENSIONISTAS, que ainda não receberam o mês de DEZEMBRO.

A primeira parcela será de R$ 804,00.

Vamos acompanhar esse pagamento, continuaremos acompanhando o pagamento corrigido das pensionistas da área de segurança que ainda não receberam, e vamos ainda acompanhar o andamento da finalização do ACORDO de SOCORRO prometido pela UNIÃO. Vejamos se hoje finalmente ele será sacramentado, e o que vai representar de recursos imediatos para o ESTADO, revertidos em pagamento de servidores e normalização dos serviços prestados à população.


NOTA À IMPRENSA - PAGAMENTO DE SERVIDORES - 25/01/2017 

A Secretaria de Estado de Fazenda deposita nesta quinta-feira, dia 26/01, a primeira parcela do pagamento para os servidores públicos que não receberam os seus vencimentos integrais de dezembro de 2016. O valor estimado da parcela individual será de R$ 804.Com o depósito de amanhã, o Estado vai quitar 80,1% da folha líquida, que é de R$ 2,1 bilhões.

O Governo do Estado pagou integralmente no dia 13 de janeiro os salários dos servidores ativos da Educação com recursos do Fundeb. No dia 18 de janeiro, o governo quitou os vencimentos dos servidores ativos, aposentados e pensionistas da Segurança e dos órgãos vinculados. Também no dia 18 foram pagos integralmente os salários dos servidores ativos do Proderj e os vencimentos dos servidores ativos e aposentados da Secretaria de Fazenda e Planejamento e da PGE.

Crédito do pagamento
Quantidade acumulada de vínculos integrais pagos
Valor estimado da parcela
% acumulado  da folha líquida quitada
% dos servidores pagos integralmente
26/01/2017
321.179
804,00
80,1%
64,3%
31/01/2017
367.364
688,00
85,3%
73,6%
02/02/2017
408.181
947,00
90,5%
81,7%
06/02/2017
473.966
2.290,00
95,7%
94,6%
08/02/2017
499.352
restante
100,0%
100,0%

O calendário só será cumprido se não houver bloqueios das contas do Estado.
Os valores são aproximados porque dependem da receita efetiva de tributos que entrará nos próximos dias nas contas estaduais. 

LEIA TAMBÉM

GREVE DE AGENTES DO DESIPE É SUSPENSA APÓS ACORDO COM O GOVERNO DO RIO


quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

CALENDÁRIO DA MORTE - GOVERNO DIVULGA COMO SERÁ O PAGAMENTO DO RESTANTE DA FOLHA DE DEZEMBRO

INACEITÁVEL E INEXPLICÁVEL - O DRAMA COMEÇA AMANHÃ E VAI ATÉ FEVEREIRO

NOTA À IMPRENSA - PAGAMENTO DE SERVIDORES

25/01/2017 - 20:19h - Atualizado em 25/01/2017 - 20:19h 

A Secretaria de Estado de Fazenda deposita nesta quinta-feira, dia 26/01, a primeira parcela do pagamento para os servidores públicos que não receberam os seus vencimentos integrais de dezembro de 2016. O valor estimado da parcela individual será de R$ 804.Com o depósito de amanhã, o Estado vai quitar 80,1% da folha líquida, que é de R$ 2,1 bilhões.

O Governo do Estado pagou integralmente no dia 13 de janeiro os salários dos servidores ativos da Educação com recursos do Fundeb. No dia 18 de janeiro, o governo quitou os vencimentos dos servidores ativos, aposentados e pensionistas da Segurança e dos órgãos vinculados. Também no dia 18 foram pagos integralmente os salários dos servidores ativos do Proderj e os vencimentos dos servidores ativos e aposentados da Secretaria de Fazenda e Planejamento e da PGE.

Crédito do pagamento
Quantidade acumulada de vínculos integrais pagos
Valor estimado da parcela
% acumulado  da folha líquida quitada
% dos servidores pagos integralmente
26/01/2017
321.179
804,00
80,1%
64,3%
31/01/2017
367.364
688,00
85,3%
73,6%
02/02/2017
408.181
947,00
90,5%
81,7%
06/02/2017
473.966
2.290,00
95,7%
94,6%
08/02/2017
499.352
restante
100,0%
100,0%

O calendário só será cumprido se não houver bloqueios das contas do Estado.
Os valores são aproximados porque dependem da receita efetiva de tributos que entrará nos próximos dias nas contas estaduais. 

SINDICATO CONSIDERADO "FANTASMA" ASSUSTA SERVIDORES DO ESTADO !

 VEM AÍ OUTRO DESCONTO PARA UM SINDICATO QUE O SERVIDOR NÃO CONHECE !

ATENÇÃO SERVIDOR !!! SE MOBILIZE !!! CASO CONTRÁRIO, EM MARÇO/2017, VOCÊ SERÁ DESCONTADO DE NOVO, EM MAIS UM DIA DE SEU SALÁRIO PARA ESSE SINDICATO - Sindicato dos Servidores Públicos do Poder Estadual do Estado do Rio (Sindserj) - QUE NINGUÉM SABE, NINGUÉM VIU.


O REFERIDO SINDICATO PARECE FANTASMA, POIS, NÃO SE SABE ONDE É SUA SEDE, NÃO SE ENCONTRA SEU SITE, NINGUÉM SABE O TELEFONE, MUITO MENOS COMO ELE FOI FORMADO, QUEM SÃO OS DIRIGENTES, QUEM DEU A ELES PODER DE REPRESENTAR OS SERVIDORES E MUITO MENOS O QUE ESSE SINDICATO FEZ OU FAZ PELOS SERVIDORES DO RIO DE JANEIRO.

DO BOLSO JÁ VAZIO DOS SERVIDORES, SAÍRAM QUASE R$ 12 MILHÕES AGORA EM JANEIRO, E SE NADA FOR FEITO, SAIRÁ NOVAMENTE, POIS O DESCONTO JÁ EFETUADO É CORRESPONDENTE AO ANO DE 2016.

É PRECISO AGIR RÁPIDO, É PRECISO ATUAR COM FIRMEZA, POIS A BANCA DE ADVOGADOS QUE DEFENDE OS INTERESSES DO TAL SINDICATO, É UMA BANCA DE GRANDE "CONHECIMENTO" E PODER.

JÁ EXISTE UMA PETIÇÃO PÚBLICA - ASSINE
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR97059

COBRE DO PGE QUE RECORRA AO STF CONTRA ESSE DESCONTO INDEVIDO

COBRE DO SEU SINDICATO UM RECURSO.


O BLOG oferece espaço para os representantes do referido Sindicato apresentarem a sua versão sobre os fatos. Nós não afirmamos que são FANTASMA, apenas reproduzimos a insatisfação e dúvida dos servidores.

ATENÇÃO !
NÃO CONFUNDIR
Esclarecimento

INFORMAMOS QUE O SINDSERJ – SINDICATO DOS SOCIÓLOGOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NÃO ESTÁ ARRECADANDO O IMPOSTO SINDICAL (CONTRIBUIÇÃO SINDICAL). NOSSA ARRECADAÇÃO É PROVENIENTE DE MENSALIDADES DOS ASSOCIADOS.

Atenciosamente,
Nilton Soares de Souza Neto
Presidente do Sindicato dos Sociólogos do Estado do Rio de Janeiro

ISENÇÕES FISCAIS - AUDITORES COLOCAM DEDO NA "FERIDA" QUE SANGRA OS COFRES DO RIO DE JANEIRO


Os R$ 6,3 BILHÕES  em ISENÇÕES FISCAIS, que segundo os AUDITORES DA FAZENDA do Estado do Rio de Janeiro, são concedidos irregularmente, se efetivamente suspensos, com os recursos engrossando o CAIXA do Tesouro do estado, permitiriam PAGAR três meses de folha salarial, ou dois meses de folha salarial normal e o DÉCIMO TERCEIRO de uma só vez, permitiriam ainda, pagar um mês de folha normal, o Décimo Terceiro salario e, o estado quitar praticamente todas as suas pendências com fornecedores e prestadores de serviços.

Como se vê, é muito por conta dessa FARRA de ISENÇÕES FISCAIS concedidas de forma açodada, nada transparente e até IRREGULAR, que o Rio de Janeiro mergulhou nessa situação de caos financeiro em que se encontra. 


A CORRUPÇÃO DESENFREADA, a má aplicação dos recursos públicos em OBRAS DESNECESSÁRIAS e/ou compras SUPERFATURADAS, é outro ralo por onde escorrem preciosos recursos.

Tem ainda a FARRA dos COMISSIONADOS, dos cabides de emprego. Só o ex-governador Sérgio Cabral tinha umas duas ou três pessoas (que se saiba) ligadas a ele por laços familiares, colocadas dessa forma na administração pública, recebendo valores altíssimos de salário. ESSE PENTE FINO, nenhum governante quer fazer. Quantos serão os apadrinhados que estão recebendo GORDOS SALÁRIOS apenas para contemplar pessoas influentes ligadas ao governo ?

É PRECISO AINDA, fazer uma PROFUNDA INTERVENÇÃO E AUDITORIA NO RIOPREVIDÊNCIA. 

É preciso abrir essa CAIXA PRETA, saber de fato o que a operação de lançamento de títulos do INSTITUTO no exterior, representou de perda / prejuízo, e quais as medidas que podem ser tomadas para que a PREVIDÊNCIA volte a se equilibrar. A FARRA DA CONTRATAÇÃO DE TERCEIRIZADOS tem influência nessa situação. TERCEIRIZADO contribui para o INSS. O ESTADO perde um ESTATUTÁRIO, por aposentadoria, abandono ou morte, e coloca em seu lugar um TERCEIRIZADO. Como sustentar a PREVIDÊNCIA PÚBLICA dessa forma. 

A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL coloca limites no gasto de pessoal ESTATUTÁRIO, mas não coloca FREIO nas contratações dessas empresas terceirizadas, muitas delas verdadeiras arapucas de escravidão disfarçada de seus empregados.

Então, essas são as MUDANÇAS que de fato precisariam ser feitas de forma prioritária e URGENTE. Depois que tiverem feito as CORREÇÕES DA RAIZ do problema, partamos então para os ajustes que precisam ser feitos em relação ao funcionalismo, seus salários, tempo e idade para aposentadoria, contribuição e etc e tal...

SOLUÇÃO EXISTE, mas, para colocar essas SOLUÇÕES em prática é preciso ter governo com CREDIBILIDADE E LEGITIMIDADE.

Como isso não existe nem a nível estadual e nem federal, eles preferem ir pelo caminho TORTO de atacar o funcionalismo, cobrar do SERVIDOR uma conta que não é dele, e manter privilégios para seus apaniguados, enquanto pretendem tirar ainda mais do povo sofrido e do servidor maltratado, que já não tem nada. 

COM BASE EM MATÉRIA DO JORNAL EXTRA

ACERVO SOU SERVIDOR

CONEXÃO NOTÍCIAS

CONEXÃO NOTÍCIAS
O SERVIDOR / TRABALHADOR BEM INFORMADO - CLIQUE NA IMAGEM